MZM - Construtora

Marcenaria: 13 soluções para aproveitar melhor os espaços

14 de março / 2017

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

ÁREA ÍNTIMA
Para criar uma separação entre a cama e o roupeiro, a designer de interiores Melina Romano criou esta estante de MDF laqueado, executada pela Pauá Marcenaria. O móvel, de 1,70 x 1,80 x 0,25 m, ainda exibe alguns objetos de decoração. Vale notar que uma parte do roupeiro esconde uma penteadeira de freijó com espelho na parte interna.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

VAPT-VUPT
Para lidar com a falta de espaço nesta cozinha de 12 m², os profissionais do escritório Yamagata Arquitetura desenvolveram um painel dobrável de freijó natural, produzido pela JJA Marcenaria, que se torna uma mesa de 70 x 70 cm. A ideia foi criar um apoio para pequenas refeições sem comprometer a circulação da cozinha. Por conta disso, os bancos que compõem a sala de estar da moradora migram para a cozinha sempre que necessário.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

CLARO E ESCURO
O hall de entrada deste apartamento projetado pelo arquiteto Maurício Karam ganhou uma série de painéis ripados de MDF laqueado de cinza com acabamento fosco. Executados pela Raízes Móveis, os elementos transformam a área em uma caixa. “Acho lúdico as pessoas entrarem por um túnel. Com essa solução, o visitante avança por um ambiente mais escuro e logo em seguida vai para uma sala mais clara”, explica o arquiteto. As ripas ainda ajudam a esconder a porta principal do apartamento, a do lavabo e outra de correr, ao fundo, que leva à área íntima.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

GARRAFAS EM DESTAQUE
Cozinhar para os amigos é um dos programas favoritos dos moradores dessa casa. Pensando nisso, as arquitetas do escritório CR2 Arquitetura projetaram esta adega de vinhos em meio ao living. Executada pela marcenaria EDR Cristal, a estrutura de freijó natural abriga até 400 garrafas. Com variáveis muito específicas de temperatura, a iluminação interna teve de ser planejada para evitar claridade e calor em excesso. Por isso, a melhor opção foi usar fitas de LED na parte detrás das prateleiras.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

PAREDE BEM APROVEITADA
A moradora precisava de espaço para guardar alguns utensílios de cozinha e livros de receitas, mas as medidas enxutas do ambiente não permitiam muitos armários. Para solucionar o problema de armazenagem sem atrapalhar a circulação, a arquiteta Caroline Gabriades projetou uma estante de freijó de 1,65 x 1,40 x 0,25 m, executada pela AG Movelaria. O móvel é dividido em nichos de diferentes tamanhos, que organizam os objetos.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

AUXÍLIO EM DOBRO
Em vez de construir uma parede para dividir a sala e criar um home office, as arquitetas Andrea Murao e Simone Marques optaram por instalar uma estante de freijó sob medida, que separa os ambientes e ainda ajuda a organizar os itens de escritório. Outra boa solução do projeto é o banco lateral de 5,80 m, que percorre os dois ambientes. Além de assento para convidados, o móvel de 45 cm de profundidade também é usado como baú. As duas peças foram executadas pela Inovarte Móveis.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

GRELHAS CAMUFLADAS
Ao integrar a varanda e o living, o forno de pizza e a churrasqueira ganharam um destaque maior que o necessário. Para camuflar esses elementos, a designer de interiores Deborah Roig criou um painel ripado de freijó. Com 6,50 x 2,60 x 0,60 m, o móvel executado pela marcenaria Dedicatto se divide em portas-camarão para esconder a churrasqueira, armário para louças e bufê.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

INTEGRAÇÃO FUNCIONAL
Com o objetivo de integrar a sala e a cozinha deste apartamento, os arquitetos João Conrado e Gabriel Ceravolo, do escritório Conrado e Ceravolo Arquitetos, criaram um passa-prato com adega. Antes uma parede normal, o espaço passou a ter profundidade ideal para guardar garrafas de vinho de um lado e mantimentos do outro. Feito com MDF revestido de folhas de cumaru, o móvel de 1,40 x 1,10 x 0,4 m foi executado pela Chaves Marcenaria.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

VINHOS EM ORDEM
Os moradores deste apartamento adoram vinhos e faziam questão de uma adega. Já que o hall de entrada exclusivo e a sala de jantar eram divididos pela mesma parede, a arquiteta Fernanda Dabbur pensou em uma solução que soma necessidade e personalidade: criou um móvel sob medida de MDF com acabamento em laca na cor L079, da Sayerlack, e fundo de vidro. Assim, quem sai do elevador consegue ver as garrafas e taças. Medindo 2,18 x 1,15 x 0,38 m, a adega foi feita pela marcenaria Móveis Seval.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

SOLUÇÃO EM L
Projetado pelo SuperLimão Studio, este armário posicionado entre a sala de estar e o quarto é utilizado de diferentes maneiras em cada ambiente. Com acabamento de gofrato, ele serve de bar e armário na sala e de roupeiro no dormitório. Executado pela marcenaria Imagil, o móvel tem medidas distintas em cada parte: 1,80 x 1,83 x 0,40 m no living e 2,50 x 1,83 x 0,40 m no quarto.

(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

QUADRO DE AVISOS
A moradora desta casa queria uma forma despojada de receber e deixar recados. O painel de MDF e MDP, realizado pela Todeschini, foi a solução encontrada pelos arquitetos Bernardo Gaudie-ley e Tânia Braida, do escritório Beta Arquitetura, para atender ao pedido e ainda organizar quadros e livros, já que o elemento de 2,80 m² conta com três prateleiras de 8 cm de profundidade. A lousa, feita com tinta para quadro negro da Suvinil, tem 0,70 x 2 m e está sempre repleta de anotações.

Fonte: revistacasaejardim.globo.com