MZM - Construtora

Saiba como organizar os gastos de fim do ano

15 de dezembro / 2016

Uma boa ideia é convocar uma força-tarefa para inspecionar em todas as áreas do condomínio e verificar se há vazamentos (Foto: Shutterstock)
Uma boa ideia é convocar uma força-tarefa para inspecionar em todas as áreas do condomínio e verificar se há vazamentos (Foto: Shutterstock)

O fim de ano se aproxima e, com ele, crescem as despesas e os conflitos entre moradores. Isso porque nos condomínios, o consumo de água e de energia aumenta, assim como a frequência das manutenções, a piscina e o playground do prédio precisam ser vistoriados e o síndico ainda não pode esquecer da decoração de natal. Além disso, a maior procura pelas áreas compartilhadas é um prato cheio para desentendimentos – não apenas em relação aos gastos, mas também quanto à convivência.

O advogado especializado em direito imobiliário e administrador de condomínios, Arnon Velmovitsky, explica que a melhor forma de resolver isso é a prevenção: “A convenção é o que rege o condomínio, mas nesse período, vale o administrador fixar alguns lembretes como em relação ao uso dos salões e piscina e também conscientizar sobre o uso de água e luz”.

Uma boa ideia é convocar uma força-tarefa para inspecionar em todas as áreas do condomínio e verificar se há vazamentos, que aumentam consideravelmente o consumo de água. Outro passo é o síndico se organizar antecipadamente e fazer uma análise minuciosa do que se tem em caixa e das estimativas de gastos até dezembro. “Posso adiantar que o aumento de consumo de água chega a 32% e o de energia, dependendo do prédio, pode subir em até 50%”, explica o especialista.
Quando a conta não fecha

É importante também que o síndico desenvolva um trabalho de prevenção à inadimplência crônica do condomínio, chamando o morador para conversar, entender o problema e negociá-lo. “Muitas vezes o morador quer pagar a dívida, então esse diálogo ajuda o síndico a verificar a melhor forma de lidar com a situação”, diz Velmovitsky.

É importante também que o síndico desenvolva um trabalho de prevenção à inadimplência crônica do condomínio (Foto: Shutterstock)
É importante também que o síndico desenvolva um trabalho de prevenção à inadimplência crônica do condomínio (Foto: Shutterstock)

Com mais gente, maior o uso e maiores as chances de necessitar de reparos nas áreas comuns. “Ele pode fazer o controle de horários ou rodízios para o uso. Alguns prédios costumam distribuir pulseirinhas de manhã entre os moradores que irão usar a piscina naquele dia. E, para economizar com os elevadores, pode-se desligar alguns durante os horários de menor fluxo”, recomenda.
Nas casas, o consumo com ar condicionado tende a ser maior

Os moradores tendem a sofrer no fim de ano com custos resultantes das férias, visitas de familiares e o calor do verão. O consumo de ar-condicionado cresce. Para reduzir os gastos, é bom também manter o aparelho limpo, para que gaste menos e instalá-lo no alto, para que demore menos tempo para esfriar o ambiente. Para economizar água, o morador pode instalar válvula dupla na privada, redutores de vazão nos chuveiros e reaproveitar a água usada no banho para lavar o chão.

Os moradores tendem a sofrer no fim de ano com custos resultantes das férias, visitas de familiares e o calor do verão (Foto: Shutterstock)
Os moradores tendem a sofrer no fim de ano com custos resultantes das férias, visitas de familiares e o calor do verão (Foto: Shutterstock)

Quem viaja e tem medo de que bandidos percebam as luzes apagadas pode instalar um timer ou lâmpadas com fotocélulas, que acendem quando escurece. Uma dica é retirar os eletrodomésticos da tomada, que gastam energia mesmo desligados ou em stand by.

Dicas de economia para condomínios

• Instale lâmpadas de LED e sensores de presença;

• Nas garagens, verifique quais lâmpadas são realmente úteis e quais podem ser desligadas;

• Implante um rodízio para o uso da piscina em épocas de maior pico. Uma dica é distribuir pulseirinhas para os moradores que forem utilizar a área naquele dia;

• Desligue a maioria dos elevadores do condomínio durante as horas de menor fluxo;

Uma dica é retirar os eletrodomésticos da tomada, que gastam energia mesmo desligados ou em stand by (Foto: Shutterstock)
Uma dica é retirar os eletrodomésticos da tomada, que gastam energia mesmo desligados ou em stand by (Foto: Shutterstock)

• Faça uma inspeção com a equipe do prédio para detectar possíveis vazamentos;

• Instale válvula dupla nas descargas dos banheiros das áreas comuns;

• Outra ideia é colocar redutor de vazão nas torneiras do prédio;

• Verifique a possibilidade de implantar um sistema de reuso de água da chuva;

• Os painéis fotovoltaicos, que armazenam energia solar, também são um bom investimento. O condomínio pode usá-los para manter as luzes acesas durante a noite;

(Foto: Shutterstock)
(Foto: Shutterstock)

• Peça para o seu zelador fazer a manutenção do jardim com regador em vez da mangueira;

• A mangueira também deve ser abolida para a limpeza de calçadas ou áreas comuns. Use vassoura;

• O aluguel da cobertura para empresas instalarem antenas de TV pode ajudar a arrecadar dinheiro para o prédio.
Dicas de economia para casa

• A dupla válvula de descarga também pode ser instalada nos banheiros de casa;

• Colocar redutores de vazão em chuveiros e torneiras também ajuda na economia;

• Reaproveite a água do banho ou da máquina de lavar para fazer a limpeza do chão;

• Desligue ou tire da tomada aparelhos que ficarão um bom tempo sem uso;

• Junte o máximo que puder de roupas antes de colocar na lavadora;

Quem viaja e tem medo de que bandidos percebam as luzes apagadas pode instalar um timer ou lâmpadas com fotocélulas (Foto: Shutterstock)
Quem viaja e tem medo de que bandidos percebam as luzes apagadas pode instalar um timer ou lâmpadas com fotocélulas (Foto: Shutterstock)

• Ao comprar produtos, pesquise também o desempenho deles na economia de consumo. Uma dica é verificar se eles têm o Selo Procel de Energia na cor verde;

• Em dias quentes, junte a família em apenas um quarto para utilizar apenas um ar condicionado;

• Limpe regularmente os filtros do ar condicionado para evitar que o acúmulo de poeira cause maior consumo de energia;

• Instale o ar condicionado sempre no alto. O frio tende a descer e refrescar o ambiente mais rapidamente;

• Não coloque a temperatura do ar condicionado muito baixa para não sobrecarregar o aparelho. O ideal é mantê-la entre 21ºC e 23ºC;

Outro passo é o síndico se organizar antecipadamente e fazer uma análise minuciosa do que se tem em caixa e das estimativas de gastos até dezembro (Foto: Shutterstock)
Outro passo é o síndico se organizar antecipadamente e fazer uma análise minuciosa do que se tem em caixa e das estimativas de gastos até dezembro (Foto: Shutterstock)

• Verifique se a geladeira tem rachaduras no fundo ou se a borracha da porta está em bom estado. O aparelho consome mais para se manter gelado com esses defeitos.

• Avalie se não há vazamento de água dentro de casa. Uma dica é colocar cinzas de cigarro na privada. Se elas boiarem, é sinal de que há vazamento na válvula ou na caixa de descarga;

• Caso for viajar, instale um timer na lâmpada ou lâmpadas com fotomoléculas, que se acendem de noite para evitar bandidos em vez de deixar um cômodo aceso.

Fonte: revista.zapimoveis.com.br