MZM - Construtora

Para morar ou investir: cresce número de mulheres que compram imóveis

14 de março / 2017

BlogMZM_Noticia170314_02-01

Atrás de um importante negócio fechado, existe uma grande mulher. O ditado pode não ser exatamente esse, mas reflete o atual posicionamento da mulher perante o mercado imobiliário. Seja compondo renda com marido, familiares ou comprando sozinha, elas já representam 37% dos contratos de financiamento da Caixa Econômica Federal. O motivo desse crescimento, é, principalmente pela independência financeira. “O aumento do poder aquisitivo do sexo feminino despertou mais autoconfiança para os negócios. Não é à toa que as mulheres estão mais empreendedoras”, revela Cláudia Ximenes, presidente da CMI/Secovi-MG e diretora da Silvio Ximenes Netimóveis. A afirmação da presidente se confirma nos números revelados no ano passado pela Global Entrepreneurship Monitor que mostra que as mulheres representavam 49% dos empreendedores brasileiros.

Elas correspondem a 50,62% da população do país, segundo o IBGE e têm conquistado cada vez mais o seu espaço. “As mulheres têm maior poder de decisão, de influência e sabem fazer valer sua vontade, sua opinião. Elas casam e têm filhos mais tarde, pois prezam pela estabilidade financeira primeiramente”, destaca Cláudia. Segundo ela, esse é um dos grandes motivos pelo crescimento das mulheres que compram imóveis seja para investir ou morar. “No portal da Rede Netimóveis, 57% do público que busca imóveis é feminino”, ressalta.

Na imobiliária Mangabeiras Netimóveis, há 14 anos no mercado mineiro, a busca do sexo feminino por imóveis cresceu 30% nos últimos cinco anos. A diretora Patrícia Simões afirma que a maior parte das mulheres busca para investimento. “Normalmente elas estão na faixa dos 30 anos de idade e desejam um segundo imóvel para obter outra fonte de renda”, diz. A diretora da Mangabeiras Netimóveis também atribui à independência financeira o maior motivo desse crescimento. “Elas estão se casando e tendo filhos mais tarde, pois buscam a estabilidade primeiro. E, investir em imóvel é uma excelente opção para quem deseja aumentar a fonte de renda e o patrimônio”, complementa.

Mas o que elas buscam quando vão fechar o negócio? Em qual perfil de comprador elas se encaixam? Segundo Patrícia as mulheres são mais seguras no que querem. Já chegam na imobiliária com as características do imóvel – números de quartos, área de lazer, garagem – definidos, faixa de preço e pechincham menos que os homens. ” A localização é sempre o primeiro critério, depois vem a praticidade. No geral a negociação é bem mais rápida e tranquila quando se trata de uma mulher do outro lado da mesa”, finaliza.

Fonte: noticias.terra.com.br